Vidas Diferentes | Capítulo 12 - Love...

segunda-feira, maio 19, 2014 | | |
Awn *-* Amo <3

 ~Louis Pov~

 Oh meu Deus! Um mês já se passou. E sim, ainda continuo gostando da Seunome, bem, acho que já é paixão. Adoro seu jeito de andar, falar, se vestir... Seu sorriso é lindo e seus olhos brilham. Reparo em cada um de seus detalhes, quando não a estou atormentando.

 E se você se pergunta por que eu não me declarei, é porque eu posso ser um cara alegre, extrovertido, o palhaço piadista. Bem, eu não muito bom com esse negócio de sentimento e se declarar de amores. Da última vez que fiz isso pra uma menina, ela me iludiu, me ignorou, sem falar que massacrou meus sentimentos. Sei que a Seunome não parece esse tipo de pessoa, mas agora eu tomo cuidado. E também não sei se ela vai me querer. Olha pra ela, tem um pai rico, mora numa cobertura, quando morava no Brasil ia com a família pra Nova York, será que iria querer algo com alguém... Mais simples? Mas é claro que tem vezes que eu esqueço disso, e sempre que eu tenho uma oportunidade eu atormento ela. Não sei, mas gosto de vê-la bravinha, é engraçado quando ela respira fundo e olha pra cima, tentando se controlar para não me bater. Acho que qualquer dia ela me ataca da sacada da cobertura (risos).

 Tem uma coisa pior. O Zayn descobriu que eu gosto dela, e sempre fica mandando indiretas para ela, e às vezes tira sarro com a minha cara. Às vezes também tenho vontade de ataca-lo de cima de algum lugar.

 Como agora. Quando Seunome disse que ele a "sequestrou", ele me olhou com um olhar de "quero ver o ataque de ciúmes". Claro que senti uma pontadinha de ciúmes, afinal, a menina que eu gosto foi dar uma volta com o meu melhor amigo. Mas não falei nada, se não a Seunome iria dizer que eu não sou namorado e nem dono dela. Karina a chamou e as duas foram pro escritório.

Zayn: Ai, ai cara... É bom tirar uma com a sua cara, mas porque não fala logo com ela? - Liam e Harry tinham voltado ao trabalho.
Eu: Não sei... - o olhei com os olhos serrados. - E você ajuda bastante, né?
Zayn: Faço o que eu posso - riu. Niall entra na Palace, nos avista e senta na nossa mesa, tomando fôlego.
Eu: Oshi, veio de uma maratona?
Niall: Não - tomou ar. - Sabe o que é ser perseguido por um vira-lata com fome pela cidade?
Zayn: Caraca, essa eu queria ter visto - disse rindo. - Você não veio de ônibus, não?
Niall: Claro que sim, mas eu vi uma coxinha, ela estava me chamando - parecia se deliciar com a lembrança. - Mas ai eu deixei sem querer eu deixei cair um pouco e um cachorro começou a correr atrás de mim, e como eu estava a algumas quadras, vim pra cá, mas ele me perseguiu até aqui.
Eu: Só você mesmo - balancei a cabeça e ri. Agora que eu reparei, tinha um pouco de frango em seu ombro. - Cuidado, o cachorro ainda pode entrar aqui e te atacar - rimos. Niall limpou o ombro.
Niall: A Seunome ainda não chegou? Combinei de almoçar com ela. Vocês querem ir?
Zayn: Claro.
Louis: Tudo bem.
Zayn: E ela foi falar com a Karina.

~Seunome Pov~

Eu: Nova York? - perguntei surpresa.
Karina: Sim.
Eu: OMG! Claro que sim! Que bom que ele conseguiu ampliar o negócio.
Karina: Também estou feliz - sorriu.
Eu: Em que lugar de Nova York?
Karina: Próximo ao centro - meu sorriso se alargou mais ainda. A casa de Tyler ficava pelas redondezas do centro. Quem sabe não é perto e eles (mãe, Tyler e Molly) estejam lá? - Iremos depois de amanhã. Então trate de arrumar as malas mocinha - sorriu docemente.
Eu: Okay. Obrigada - nos abraçamos e eu sai.

 OMG! Eu vou pra New York! Cara, como eu amo aquela cidade, e agora poderei ir junto com o meu pai.
 Avistei a mesa dos meninos. Niall tinha chegado.

Eu: Oi - disse animada, e me sentei a mesa.
Louis: Não tomou bronca hoje? - riu debochado. Lhe mostrei a língua, as brincadeirinhas dele não podiam me afetar agora.
Niall: Com certeza não. Ela está feliz - disse me analisando. Pois é, ele me conhece como ninguém, apesar do pouco tempo de convivência.
Eu: O que te faz pensar nisso? - perguntei tentando ficar séria.
Niall: Quando você está feliz, não consegue esconder o sorriso - apontou pra minha boca. - Que nem quando você foi e voltou do Brasil.


Eu: É, me conhece bem - franzi o cenho.
Niall: Mas qual é a noticia?
Eu: Eu vou pra Nova York! - disse animada.
Louis: O quê? - olhamos pra ele, que ficou com uma cara de "não era pra mim ter dito isso". - É... O meu time está jogando e o time adversário fez um gol - gaguejou e rapidamente olhou pra seu celular, que deve estar no silencioso, pois eu não ouvia nem um chiado de jogo de futebol. Zayn o olhou com um olhar sacana e se voltou pra mim.
Zayn: Mas você está indo morar lá? - Louis me olhou de canto de olho.
Eu: Não, é só um passeio. Mas meu padrasto tem uma casa na cidade, espero que ele e minha mãe estejam lá - sorri.
Zayn: Nossa, que maldosa você. Seu padrasto tem uma casa em Nova York e nem pra nos avisar. Podíamos ter dado um rolê por lá - fingiu estar ofendido.
Eu: Para de ser besta - ri. - Não sou do tipo que se gaba muito, tipo "a cunhada da sogra da tia da minha prima, tem uma casa no Caribe".
Niall: Jura? Pega as chaves e bora pra lá - ele se levantou, deu a volta na mesa do lado e voltou. - O que foi gente? Vamos pro Caribe - rimos, até mesmo o Louis.
Eu: Ai seu palhaço! - dei um tapa de leve em seu ombro.

[...]

 Saímos pra almoçar e depois eu voltei pra casa e Niall saiu com os meninos. Liguei para meu pai. Ele disse que passaríamos uma semana nos EUA, já que ele tinha algumas coisas pra resolver e também passaríamos um tempo em família. É isso ai minha gente! O Adam também vai ¬¬'

 Comecei a fazer minhas malas, apesar de que iríamos depois de amanhã. Alguém deu três toques leves na porta, embora eu a tenha deixado aberta. Olhei e era Niall, ele estava escorado na mesma, com as mãos no bolso da frente da calça.

Niall: Já arrumando as malas? Vai passar quanto tempo lá?
Eu: Uma semana - eu estava sentada em cima das minhas pernas, no chão, dobrando a roupa.
Niall: Ahh, que legal isso. Depois fala que eu que te abandono.
Eu: OMG! - fui até ele. - É verdade, desculpa - rimos. - Isso me faz lembrar de que tenho que ligar pra Sam, se não ela vai pensar que a abandonei - ri.
Niall: Vai amanhã?
Eu: No domingo.
Niall: Quer dizer que eu vou ficar sozinho uma semana inteirinha aqui na cobertura...
Eu: É isso ai. Nada de festinhas e a casa cheia de meninas mocinho! - apontei o dedo e franzi a sobrancelha. Rimos. - Brincadeira.
Niall: Então eu posso fazer uma festa? - disse esperançoso.
Eu: Só se arrumar a bagunça depois - lhe dei um beijo na bochecha.
Niall: Pode deixar.
Eu: E depois você vai ter que fazer outra festa, porque nessa eu não vou poder ir.
Niall: Ok, Coelhinha - eu apertei suas bochechas e ele fez uma careta, me fazendo rir. 

 Como um menino pode ser tão fofo?


~Louis Pov~

 Viajar? De novo? É, eu sei. A família dela tem condições de saírem por ai pelos outros países. E agora será mais uma semana sem vê-la, sem deixa-la brava - risos. Eu acordei no dia seguinte (ah vá! Sério?), fiz minha higiene matinal e fui tomar café. Como hoje era sábado, meus pais estavam em casa e, minha mãe fazia um delicioso café da manhã.

Eu: Hmm... Que cheiro bom - disse me sentando na mesa. Minha mãe olhou pra mim e sorriu.
Mãe: Estou fazendo panquecas. Suas preferidas.
Eu: Com calda de caramelo?
Mãe: Com certeza! - riu.
Eu: Você é a melhor mãe do mundo! - levantei e lhe dei um beijo na bochecha.
xX: Nossa, quando amor no café da manhã - meu pai entrou rindo na cozinha.
Mãe: Bom dia, amor - eles deram um selinho. Eu poderia ter feito uma careta, por ver meus pais se beijando na minha frente. Mas só fiquei pensando se algum dia eu poderia fazer isso com a pessoa que eu quero.
Pai: Bom dia, filho - se sentou a mesa.
Eu: Bom dia, pai.
Mãe: BooBear, poderia chamar suas irmãs, por favor? - "BooBear". Ela me chama assim desde criança, só não entendi o porquê.

 Fui chamar as minhas irmãs. Lottie não desceu, acho que não ouviu quando chamei. Subi para seu quarto e a porta estava entreaberta. Pude ouvir sua conversa ao celular.

Lottie: Ah, eu não sei. Ok, eu vou pedir. Acho que falando, eles deixam sim. Tudo bem, beijos - desligou e eu entrei.
Eu: Quem era no telefone? - falei e ela se sobressaltou.
Lottie: Ai que susto, Lou - colocou a mão sobre o peito. - É... É era um menino que eu conheci - disse sem jeito.
Eu: Logo pela manhã? - sim, eu tenho muito ciúmes das minha irmãs.
Lottie: É, Louis. Ele quis me chamar pra sair, só isso. Eu vou contar pros nossos pais - ela se levantou e eu abri mais a porta, a deixando passar.


Eu: Hum! Ok... - disse e nós descemos para tomar café.

[...]

 Terminei de tomar meu café, subi pro meu quarto, peguei meu violão e comecei a tocar.


 Quando eu tocava, meus pensamentos iam longe. Decidi escrever uma música. Parecia que ela simplesmente fluía, eu não parava, só escrevia. Meu celular toca e, era Harry me chamando para sair. Aceitei, claro.

[...]

 Passei a tarde com os meninos, zoando. Eles são uns idiotas e, eu não fico atrás também KKKkkkk'. Antes de irmos cada um para sua casa, Niall me chamou de canto.

Eu: E aê cara?
Niall: Sabe, Louis... Faz um tempo que eu venho percebendo uma coisa... - ai meu Deus.
Eu: O quê? Que meus olhos são mais azuis que os seus? - sei que soou meio gay, mas eu não posso dar bandeira.
Niall: O jogo ontem foi bom? - sorriu sarcástico. - Tô falando de você e a Seunome.
Eu: Claro que foi e, o que tem e-eu e a Seunome? - cruzei os braços.
Niall: Você a inferniza, mas comecei a perceber os olhares e, ontem... - insinuou.
Eu: Não tem na-nada, Niall.
Niall: Ihhhh, gaguejou - riu. - Confessa!
Eu: Tá bom, Niall! Eu gosto da Seunome!
Niall: Então, porque irrita ela?
Eu: Sei lá, eu gosto de deixa-la brava - sorri de canto.
Niall: E porque não fala pra ela?
Eu: Você acha que eu devo? - perguntei receoso.


Niall: Ela é uma menina legal. Bem, quando você não irrita ela - rimos.
Eu: Tudo bem. É que é meio difícil pra mim, já sofri uma decepção amorosa - disse meio triste. - Mas vou pensar - aliás, eu escrevi uma música pra ela, pois é, Seunome foi a minha inspiração. Isso mostra que eu já estou apaixonado. - Posso dormir na sua casa hoje?
Niall: Claro - deu tapinhas nas minhas costas.

~Seunome Pov~

 Adam passou a tarde arrumando a sua mala, e me atormentando, perguntando que tipo de roupa, estilos, clima etc., de lá. Disse que queria arrasar pra pegar uma nova yorquina. Eu liguei pra minha mãe, ela disse que terá um feriado prolongado no Brasil e, eles iram para Nova York. Não disse que ia, queria fazer surpresa. Peguei meu celular e liguei pra Sam.

~Ligação On~

Eu: Oi Sam.
Sam: Oi amiga - disse animada.
Eu: Como vai a viagem?
Sam: Ótima! E por ai?
Eu: Normal. Liguei para avisar que eu vou viajar. Passarei a semana inteira fora.
Sam: Ahhhh, então ninguém vai me receber ai? - fingiu desapontamento e depois riu. - Você vai pra onde?
Eu: Nova York. Minha querida cidade.
Sam: Hm, que chique - rimos.
Eu: Sei... Você está em Los Angeles, fia.
Sam: Mas Nova York também é perfeita - rimos.

 Conversamos mais um pouco e depois desligamos.

~Ligação Off~

 Niall e Louis acabaram de chegar. Aquele bundudo vai dormir aqui. Mereço ¬¬'
 E como amanhã iremos viajar cedo, então fui pro quarto, tentar descansar.

~No dia seguinte~

 Hoje eu acordei de um jeito diferente. Abri os olhos devagar e vi meu pai me chamando.


Pai: Filha, levanta. O café está pronto.
Eu: Pai? - disse sonolenta e ele sorriu. - Está aqui a quanto tempo?
Pai: Tempo suficiente pra preparar um ótimo café da manhã - riu. - Quero todos cheio de energia. Então, se arruma - assenti e ele saiu.

 Me levantei e dei um bocejo. Peguei a roupa que eu ia usar e me vesti. Fui pra cozinha. Lá estavam meu pai e Karina e, logo Adam chegou. Ele comia como se não tivesse amanhã. Depois de alguns minutos, Niall e Louis se juntam a nós. Eu conversava com Karina, enquanto os quatro falavam de futebol, etc. Hoje eu adorei o café da manhã *u*. Chegou a hora de irmos para o aeroporto. Fui para o quarto pegar minhas malas, levei um susto ao perceber que tinha mais alguém ali.

Eu: Ai que susto - sobressaltei.
Louis: Eu não sou tão feio assim.
Eu: É, mas você chega de fininho.
Louis: Então quer dizer que você me acha bonito? - deu um risinho.
Eu: E-eu não...
Louis: Gaguejou, já era! - riu convencido.
Eu: Ai, o que você quer? - disse grossa. - Oh, garoto que só sabe me irritar! - me virei pra pegar a minha bolsa e as malas. Virei pra sair e ele estava parado, me olhando. Achei estranho.
Louis: Sabe o que eu quero? - foi se aproximando, devagar. Fiquei sem reação. - Algo que só você pode me dar.

 Ele chegou bem perto, eu já podia sentir sua respiração, ela estava acelerada. Louis me olhou fundo nos olhos, aproximou sua mão e tocou de leve no meu rosto.


 Seu toque era macio e carinhoso. Eu estava estática, o que ele queria com isso? Até que ele começa a aproximar seu rosto do meu, lentamente.

Adam: SEUNOME, CARAMBA! VEM LOGO!

 Nossos lábios roçaram e ao berro de Adam, Louis desviou. Pude sentir sua respiração pesada em meu ombro. Meu coração estava disparado. Ele ia me beijar, era isso? Não sei por que, mas eu não tinha uma reação para esse momento.

Louis: É melhor você ir - me arrepiei ao sentir sua voz perto do meu pescoço. Ele se afastou de cabeça baixa.


 Pisquei algumas vezes e saí do quarto, devagar.

Adam: Por que meninas sempre demoram pra se arrumar?
Eu: Adam, cala a boca e me deixa!
Pai: Olhem a briga, crianças - nos repreendeu. - Seunome, me dê as malas aqui - disse as pegando. Olhei pra Adam, que fez uma careta. Lhe mostrei a língua.
Niall: Tchau, Seunome - me abraçou. - Boa férias pra você - rimos. Louis saiu do meu quarto e, nos olhou. Eu e Niall nos afastamos. - Até mais, Adam.
Adam: Falô - fizeram um toque, e ele o puxou. - Se quiser aproveitar que está sozinho, eu tenho o telefone de várias minas - disse baixo, mas eu ouvi.
Eu: Para de ser idiota! - lhe dei um tapa no braço. - Vamos logo - puxei Adam até o elevador.


 Antes da porta se fechar, vi o Louis. E como por vontade própria, um sorriso de canto se formou em meu rosto.


CONTINUA...


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Oieeee gente!!!
Como vão?
Mais uma vez demorei para postar Vidas Diferentes... Bom... Estão gostando? Espero que sim :)
Your Angel só tem mais 5 capítulos, ficarei para terminar esta fic e comecei a planejar outra.
Por falar em outra fic... Eu escrevo Criminal Passion (com o Zayn) no blog Imagines Fics, e as outras fics de lá também são ótimas. Está ai a indicação para quem quer mais histórias para sonhar :3
Até o próximo.
Bjão.

4 comentários:

  1. CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! POR FAVOR!!! EU NECESSITO LER ESSA FIC TODA!!! Você é muito boa!! Eu quero a continuação, por favor!!! *w*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG! *-* Muito obrigada, liamda! Fico muito feliz mesmo com comentários assim! <3

      Excluir
  2. To amando mto essa fic caraa, parabéns, vc escreve mto bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, liamda! Isso me deixa muito feliz <3

      Excluir